A presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) reuniu-se este domingo, dia 14 de janeiro, em Fátima, com a Associação Coração Silenciado, que representa vítimas de abusos na Igreja.

“O encontro decorreu em ambiente de acolhimento, escuta e diálogo, mantendo-se o nosso compromisso de tudo fazer para acolher e apoiar as vítimas de abusos e contribuir para a reparação das suas vidas, evitando que tais situações se voltem a repetir no seio da Igreja”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O comunicado sublinha que o encontro decorreu “no seguimento do caminho que a Igreja em Portugal tem vindo a percorrer na proteção de menores e adultos vulneráveis”.

Em declarações aos jornalistas, Cristina Amaral, elemento da associação, considerou que se tratou de “uma reunião muito aberta, muito positiva”, que criou um “canal aberto” para o diálogo direto entre vítimas e a hierarquia da Igreja.

Após o encontro, a responsável falou num momento de “esperança”, apontando a um trabalho em conjunto em temas como os canais de denúncia e a reparação do passado, em particular através de eventuais indemnizações.

Os representantes da Associação Coração Silenciado foram recebidos, na sexta-feira, pelo presidente da República.

pt_PTPortuguese

Partilhar

Caro leitor, partilhe esta notícia nas suas redes sociais.