A partir do próximo dia 5 de abril, a Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) procede à reabertura de equipamentos culturais, Monumentos e Sítios que lhe estão afetos, seguindo o Plano de Desconfinamento estabelecido pelo Governo e a estratégia de desconfinamento para o setor cultural. 

Entre os vários equipamentos culturais que a DRCAlentejo irá reabrir, em muitos casos em colaboração com vários Municípios da Região,  encontram-se a Igreja da Torre do Salvador (Évora); a Gruta do Escoural (Montemor – o – Novo); a Torre do Castelo de Evora Monte (Estremoz); os castelos de Belver (Gavião), Amieira do Tejo (Nisa), Elvas e Viana do Alentejo; a Villa Romana de Torre de Palma (Monforte); os Sítios arqueológicos de S. Cucufate (Vidigueira) e de Miróbriga (Santiago do Cacém); o Museu Regional Rainha D. Leonor (Beja) e o Circuito arqueológico da Cola (Ourique). 

De modo a assegurar o cumprimento das normas de saúde e segurança em vigor, a DRCAlentejo utilizará a linha gráfica de sinalética STOP COVID, que criou para o efeito, em 2020, e disponibilizou a agentes culturais e municípios, entre outras entidades da região. Esta linha de sinalética incide na obrigatoriedade do uso de máscara para o acesso ou permanência nos equipamentos culturais, bem como na necessidade de se manter o distanciamento físico recomendado, de 2 metros, entre outras indicações pertinentes. Para mais informação sugere-se a consulta da página da DRCAlentejo, em www.cultura-alentejo.pt . 

pt_PTPortuguese