Arrancaram no dia 16 as obras de pavimentação no cruzeiro do Bairro do Granito, momento que
assinala o início de um conjunto de intervenções que a Câmara Municipal de Évora programou para a
concretização do objetivo de proceder à reparação dos pontos mais degradados da rede viária do
Concelho de Évora.


O Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, fez questão de acompanhar pessoalmente o início
dos trabalhos, que tiveram lugar nas vias envolventes da Rotunda do Cruzeiro, ao Bairro do Granito. No local, o
Presidente e o Vereador do Pelouro das Obras Municipais, Alexandre Varela, tiveram oportunidade de observar
em funcionamento uma máquina de pavimentação que foi recuperada pela Câmara Municipal. A reativação deste
equipamento, complementada pela aquisição de outra máquina destinada à reparação de irregularidades no
pavimento, constitui uma parte importante do investimento que a Câmara dedicou à reparação da rede viária
municipal.

A substituição do pavimento junto à rotunda do Granito foi apenas a intervenção inicial de uma obra que terá
continuidade durante a Primavera e o Verão, estações em que o clima está previsivelmente mais seco, e
consequentemente mais favorável a este tipo de trabalhos. Logo que fique concluída a intervenção neste local,
trabalhadores e máquinas avançam para a Rua do Viveiro, no Bairro do Bacelo.

Recorde-se que no passado dia 10 de março a autarquia emitiu um comunicado sobre a situação da rede viária
no concelho – Situação da Rede Viária e Sua Reparação, onde é afirmado que “as intervenções na rede viária vão
ser reforçadas, de acordo com o planificado, assim que as condições climatéricas o permitirem”, destacando as
principais medidas:

 Criação de uma nova equipa para reparações estruturais com equipamento que inclui uma máquina
espalhadora de betuminoso;

 Reforço da Brigada de Estradas com novos trabalhadores já contratados;

 Reforço das equipas de reparação da rede viária;

 Recuperação de equipamentos e aquisição de novos;

 Empreitadas para intervenções em diversos locais;

 Aquisição de serviços externos para reparações e limpezas;

 Disponibilidade, atentas as limitações do Município, de cooperação e parcerias, com moradores de zonas
rurais mais afetadas;

 Investimento previsto nesta fase: € 500 mil euros.

pt_PTPortuguese